O Livro dos Grandes Contrastes Filosóficos, de Oscar Brenifier






























Eu sempre gostei de filosofia. Li muita filosofia na adolescência. E acho que filosofia tem muito a ver com o universo infantil, de uma maneira geral. Afinal, filosofar é fazer perguntas, organizar idéias e, é claro, procurar respostas.
A gente já vê um vislumbre de filosofia em alguns momentos da literatura infantil, em alguns personagens, e em coisas do dia-a-dia. Mas um livro como os do Brenifier ajudam muito as crianças a formularem as perguntas e entenderem mais claramente alguns conceitos de uma maneira bem simples. O Livro dos Grandes Contrastes Filosóficos foi o primeiro livro que comprei do autor e acho um trabaho lindo.


Divididos em pares de conceitos opostos (único/plural, paixão/razão, cultura/natureza, finito/infinito, etc) os capítulos trazem definições e também propõem perguntas. No site da editora Logon, dá para baixar um guia que foi feito para os professores das escolas que trabalham com o livro, mas que eu achei super bacana para os pais também. Afinal, para encorajar a filosofia, nada melhor do que os pais poderem estimular o raciocínio e o debate em casa. E, mais importante do que isso, (já que o livro trata de temas como inclusão, paixão e a finitude das coisas,) essa é mais uma maneira de abrir uma porta pra ouvir a criança e as suas angústias, dúvidas e opiniões sobre a vida. E talvez, por que não?, de você repensar as suas.



















Esqueci de dizer que as ilustrações são lindas e super moderninhas, mas isso vocês podem ver aqui em cima.
Acho que as crianças vão adorar (a minha ainda é muito pequenina para esse).

E até eu que sou uma criança meio velha, ainda consegui aprender um pouquinho com essas reflexões.

0 comentários:

Postar um comentário