Jogo de Memória, da Tate Modern (ou Faça você mesmo!)






























Teoricamente hoje já seria amanhã e eu teria descumprido a minha promessa de escrever diariamente. Mas graças a Deus, sou adepta da lógica de que se eu não dormi ainda, a quarta-feira não acabou.

Encontrei recentemente esse jogo de memória com imagens do acervo da Tate Modern, e achei uma idéia de gênio. Afinal de contas, se a arte estiver presente nessas pequenas coisas, acaba virando um repertório nosso, imagens que começam a fazer parte do nosso vocabulário, mesmo que assim, soltas, fragmentadas, duplas - na nossa memória.

Apesar do jogo ser importado, achei na livraria do meu bairro e não foi caro, ou seja, vale super a pena.



Mas o que eu achei legal também, foi lembrar que a maioria dos jogos para crianças, podem ser completamente customizáveis.
Você pode baixar fotos de fotógrafos que você adore, ilustrações especiais ou outras pinturas e esculturas na internet, imprimir duas cópias de cada imagem em um papel mais grosso (ou imprimir no papel normal e colar na cartolina) e depois recortar.  Você vai precisar configurar o seu software de edição de imagens, ou o software da sua impressora para imprimir as imagens no estilo "contact sheet", ou seja, várias imagens pequenas na mesma página.
Se você quiser que o jogo dure um pouco mais, você pode plastificar com papel contact, e guardar em um saquinho pequeno do tipo ZipLock.
E lembre que quanto menor a criança, mais importante é usar cores diferentes nas imagens para facilitar na diferenciação das figuras.

0 comentários:

Postar um comentário